Trip para Foz!

Segue aqui minha viagem para Foz do Iguaçu em detalhes, com amor.

Cap 1. O ônibus

Meu o medo que eu tinha de ficar 16 horas em um fretado só aumentou quando cheguei na rodoviária e vi umas pessoas bem estranhas que iriam no ônibus. Comecei a rezar para além de uma viagem boa, eu tivesse um bom companheiro no banco ao lado.

Eu já ouvi dizer que o que você pensa acontece, mas a surpresa foi muito boa. Ao meu lado foi uma francesa de 21 anos chamada Oferia (pelo menos era assim que se pronunciava). Fomos o caminho todo variando entre o espanhol e o inglês. Acho que não podia ter sido melhor! =)

Como eu tenho dessas de ser sem noção, eu esqueci de levar $ vivo. Daí eu pensei que na primeira parada eu conseguiria tirar $ ou pelo menos pagar com o cartão.

Máquininha até tinha, mas ele resolveu não funcionar quando eu fui pagar o meu lanche! Sorte que a francesa pagou pra mim! Hahaha, vergonha máster, mas não tinha muito jeito, e isso sim foi sorte.

Mas para compensar durante a noite eu dividi o meu cobertor com ela! A guria só tinha levado um casaquinho e tava um frio!!!

Dívida paga!

Cap 2. Fui para Paris(guay)

Minha tia sempre fala que acabou de voltar de Paris – ou seja do Paraguay -e foi isso que eu fui fazer no meu primeiro dia: compras!

A única coisa é que, a lesada aqui, esqueceu de colocar a lente, então fiquei meio as cegas lá… acho que até foi bom porque eu acabei comprando poucas coisas para mim e mais as encomendas. Teve desde tênis, cremes, até aparelho de DVD. rs Fazer o que, família é família!

Depois de uma manhã/tarde exaustiva no Paragua, fomos comer no BK de lá… bem engraçado na hora de pagar, não passa cartão, não tínhamos guarani – moeda de lá – então vai em dólares e completa com reais para não vir muito troco! É uma flexibilidade incrível!

Voltamos para casa e eu comi um lanche que está no topo da lista dos lanches mais gostoso que eu já comi. Era o shawarma, um lanche árabe mas que já era beeeeem abrasileirado!

Cap 3. Dutty Free e Argentina – fail!

Fomos para o Dutty Free que fica na fronteira com a Argentina!

Foi um dos lugares mais legais que eu já visitei em termos de decoração!

Cada seção tinha um tema, a seção das crianças era um castelo por fora todo enfeitado. A seção de eletrônicos era uma cidade em volta… e bem no meio de tudo – como se fosse uma pracinha rodeada pelas seções – tinha um café muito fofinho!

Tomamos um chopp depois de horas comprando e fomos para fila zigange!

Também não era para menos, feriado no Brasil na quinta e no Paraguay na sexta. Imagina a quantidade de pessoas! =/

A noite fizemos uma tentativa de ir para Argentina jantar e ir no cassino!

NADA FEITO! Sem RG original – alias, cópias são ilegais na Argentina, nem mostrem – e com o Passaporte vencido não conseguimos entrar então fomos jantar no Paraguai a melhor fogazza da minha vida de quatro queijos e uma de peperoni!

Satisfeita e com sono por culpa da sangria eu dormi gostoso!

Cap 4. CATARATAS!!!

Disseram que estava mais para deserto de Foz do Iguaçu, mas como eu não sei como é normalmente lá, eu AMEI do mesmo jeito.

Gente, não é a toa que é chamada de “maravilha do mundo” é simplesmente DESLUMBRANTE!

Lindo lindo lindo… não tem palavras para descrever como a queda, a natureza e a boa hora que fomos!

Achamos que íamos ficar horas na fila por culpa do feriado, aliaz, até o jornal mostrou a lotação das Cataratas. Mas como fomos tarde pegamos poucas pessoas e pude tirar bastante fotos!

Os bichinhos de lá – que me deu um branco no nome – são fofos, mas nem pode mexer com eles que eles são agressivos! =P

Como não podia faltar: SÁBADO É DIA DE BALADA!!!

Eu dormir algumas horas antes da balada, por sono e porque estava frio. Alias, FRIO é apelido, pegar -0,5º C é sacanagem! Eu fiquei todos os dias entupida… falava fanhosa e tudo!

Observações importantes: eu tava de vestido e meia calça, FRIO! A balada era no Paraguai, antes fomos para um barzinho muito fofo, mas ficamos super pouco. O bom é que paguei 7,5 por duas long neck de Stella Atrois. DELÍCIA!

Sente só o esquema das baladas no Paraguai: até a meia noite mulher bebe de graça e naquela noite a bebida era TEQUILA!

Affffffff… nem preciso dizer que fiquei super bêbada e até dei um vexame na balada porque eu achei q tinha dado uma nota de 50 e na verdade eu tinha dado uma de 10. VERGONHA!

Além disso eu descobri que fico muito briguenta quando bebo muito então eu decidi que não vou tomar mais tantos porres. Acho que eu já devia ter aprendido isso! =(

No final deu tudo certo!

Cap 5. Dia final!

Acordamos a hora que Deus quis e ainda fomos no Paraguai comprar o aparelho de DVD. Por pouco não conseguimos comprar, mas deu tudo certo. Só falta mesmo o adaptador. Hehehe

Fomos almoçar em uma churrascaria e eu fui o caminho TODO lembrando das carnes que eu comi. Mas pelo menos dessa vez eu voltei de leito, apesar de não ter tanta sorte com o vizinho de poltrona. Super confortável, eu dormi praticamente 12horas seguidas! Ainda com meu super cobertor não passei o frio que o povo passou! Porque estava frio viu!

Cheguei e fui trabalhar! UFA!

Valew a corrida, a companhia e lógico a vista!

12062009019 12062009037 P1020802 P1020841 P1020865 P1020914 P1020953 P1020960

One comment

  1. bycakes · · Reply

    Ai que delícia!!!! É tão gostoso fazer umas loucuras assim! SIM, É LOUCURA! Um feriado de 4 dias, e 32 horas no onibus… insane!Mas vc é uma ursinha e hibernou né! Aposto que eu dormiria por no maximo uma hora.. sou um porre pra isso!E vc é uma sem noção também.. mexerica dentro do ônibus.. quase num fede mesmo né! uhaauhaauha…Mto bom seu texto! Adorei!!Bjooos

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: