Que o teu afeto me afetou é fato!

Para quem gosta e conhece, essa frase é de uma música do Teatro Mágico. Por sinal, eu não conheço muito, mas gosto mesmo assim. =)

De fato, não precisamos conhecer muito de nada para dizermos se gostamos ou não. Eu não gosto da pena de morte, mas o que eu sei disso? Eu gosto de pessoas que seguem o budismo, mas o que eu sei sobre isso?

Nós não sabemos de nada, mas esquecemos disso no nosso dia-a-dia. Esquecemos e criamos dentro de nós imagens distorcidas ou de meias verdades sobre tudo, especialmente sobre pessoas. Estigmatizamos todos a nosso redor, não nos damos ao trabalho de deixar a nossa opinião em branco sobre uma pessoa, por que você não conhece ela. Mas nos damos sim ao trabalho de criar imagens idealizadas e esperanças vazias dentro de nós quando alguém “interessante” se aproxima.

Mais no caso das garotas, eu acho (eu não sei tanto assim para dizer com certeza), conseguimos criar momentos em nossas cabeças derivados apenas de conversas de MSN e quando as coisas não vão do jeito que nós imaginamos, conseguimos sofrer por algo que sequer aconteceu… pior, que sequer tinha chances de acontecer. Falamos todos os dias com muitas pessoas, mas idealizamos apenas algumas, outras ainda criticamos sem conhecer, só pelo cheiro, pelos emoticons. rs

Eu faço esse exercício sempre que me dou conta. Não imagine nada sobre a pessoa, não pense sobre o jeito dela falar e gesticular. Não compare! E principalmente… PARA DE CRIAR ESPERANÇAS FALSAS! Se apegue as pessoas que estão ao seu lado, aproveite seus amigos, seus familiares, seu cachorro/gato e ouça muito sobre todos por perto. Só daí você vai saber dizer se gosta ou não de certas idéias e atitudes de cada pessoa.

A vida é sim curta para nos apegarmos aquela modelo da revista, aquele garoto que te olhou no ponto de ônibus. Olhe, absorva, mas não se prenda a coisas tão distantes. As pessoas mais incríveis, e que te farão um bem danado, podem estar sentadas ao seu lado em uma viajem miada de chuva! =)

Bjos e boa semana!

3 comments

  1. Paulo · · Reply

    Eu já parei de criar expectativas há muito tempo… mas há coisas as quais não controlamos ou escolhemos e quando paramos, já é tarde. É sábio dizer que temos de lidar com esse tipo de situação não procurando uma fuga para esquecer, e sim aceitar os fatos.Beijos Apostólicos.

  2. bycakes · · Reply

    Poxa, um dos seus melhores textos hein Gi!!!! Adorei! =D

  3. .polyana. · · Reply

    momento bichhaaaa: que o teu post me afetou é fato🙂 adoro você amiga incrível!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: