O Vendedor de Sonhos – Augusto Cury

Ah os livros…

Ah a leitura…

Como um livro que apareceu por acaso na minha vida pode conversar tanto com a minha alma? Como pode estar em tanta sintonia com meus pensamentos? Como pode ensinar tanto?

Hoje ao terminá-lo no metro, eu chorei.

Chorei pq acabou, chorei pq sei o quanto a vida é mesmo curta, chorei pq tudo que é bom tende mesmo a acabar, mas não se aprende com a dor e sim com o que fazemos dela.

Só recomendo o livro para as pessoas que tem a mente aberta, que se sentem capazes de entender e se ver em situações constrangedoras, mas que fazem todo sentido dentro de nós.

Não, eu não sei bem o que quero dizer e infelizmente jamais terei o discurso eloquente que o vendedor tem, mas isso não me impede de escrever e falar.

Admito que não me apaixono cada dia pela humanidade pq acho que o homem pode ser tão cruel quanto bom e isso me desestimula. Quem sabe depois desse livro eu começe a domar meus preconceitos e inicie um novo olhar sobre as pessoas…

O livro será passado para a mãe de uma amiga com instruções para passar para mais alguém quando terminar, pq uma das minhas teorias é que o livro foi feito para ser lido e não para enfeitar prateleiras. Mesmo os mais queridos, podem se tornar queridos de mais pessoas.

Bjos,

Gi

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: