Jordania e o Mar Morto

Depois de muitas horas de voo, chegamos em Amã e dormimos.  No dia seguinte nossa amiga veio nos buscar de carro para irmos ao Mar Morto e começarmos a viagem.

De Amã para o Mar Morto são mais ou menos 1h30. No Mar Morto eu descobri nas pesquisas que existem áreas que são de graça para entrar no Mar, mas o lance de lá são os resorts onde se pode passar o dia por 55JD dia de semana e 65 JD no final de semana com almoço a vontade incluso (lembrando que o final de semana deles é sexta e sábado por causa da religião. Sim, domingo é dia de semana).

Os resorts são monstruosamente grandes. Leva-se 15 minutos andando até chegar no Mar Morto e lá eles têm cadeiras de praia na beira do mar caso você queira ficar por lá se bronzeando.

O Mar Morto é MUITO divertido. Enquanto você está entrando, até o joelho parece um mar normal, quando você agacha é que sente que realmente que está fazendo força para afundar. É GENIAL!

Boiar é ridiculamente fácil. O difícil é descer as pernas de volta. Haha

O gosto da água é MUITO ruim (não recomendo experimentar. Eca!) e caso espire uma mini partícula de água no olho ou nariz você não consegue mais brincar até se lavar na água doce. Sempre tem chuveiro com água doce. Por tanto, se você se perguntava, porque eu não posso mergulhar ou pular no Mar Morto? Aí está a resposta, a água arde.

A lama é uma brincadeira a parte. Em teoria todo o fundo do Mar Morto é composto por essa lama, mas o resort que ficamos – e acredito que os outros também – cavam um ou dois buracos perto da margem e deixa um balde já cheio de lama para você se embelezar. Obviamente você pode pegar lama fresca de dentro d’agua.

Recomendo você levar alguns saquinhos tipo ziploc para trazer a lama com você, assim você tem a famosa lama de graça e fresca.

Depois de muito brincar na água, tirar fotos, se lambuzar toda de lama (até o cabelo, que por sinal,  não recomendo porque resseca demais) e tirar mais fotos, fomos almoçar e se deliciar nas piscinas do resort. E que senhoras piscinas! Um calor maravilhoso e uma água perfeita.

Acabamos ficando poucas horas no resort, mas eu recomendaria até dois dias de felicidade e repouso no Mar Morto ANTES da viagem, pois qualquer mínimo arranhão vai arder e tirar um pouco da felicidade da água mais salgada do mundo!

Na hora de ir embora nossa amiga voltou para Amã e nós seguimos viagem para Petra de taxi. Os taxis são um meio de transporte comum na Jordânia e que não são assim tão caros se você está em 3 ou 4 pessoas, como era o caso. Pedimos o taxi na recepção mesmo. O preço inicial era 150JD mas fechamos por 100 JD (veja como é importante negociar) e seguimos para uma viagem de 3 – 3h30 até Wadi Musa, a cidade de Petra.

Todas as fotos da viagem tiradas pelo incrível fotógrafo – e namorado – aqui!

 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: